Por que Foz do Iguaçu é o melhor destino turístico do Brasil (em nossa opinião)

Em nossa lista de preferências de viagens (que você pode acessar clicando aqui), colocamos Foz do Iguaçu como o melhor destino de turismo no Brasil. Foz é um local que, sempre que possível, gostamos de retornar.

A justificativa para essa avaliação decorre de que Foz do Iguaçu é um local que possui um grande diferencial para outros destinos: ele permite ¨múltiplas experiências¨. Como assim, você deve estar se perguntando!! Ora, em regra, os destinos turísticos oferecem atrativos que são muito semelhantes entre si. Como exemplo, imagine um destino de litoral no nordeste brasileiro. Normalmente, todos os dias do passeio são ocupados conhecendo praias, que embora lindas, são atividades semelhantes entre si. E é aí que Foz se diferencia: lá, a gama de atrativos é muito variada, permitindo ao visitante experiências muito diferentes: ou seja, em poucos dias de estada, pode-se fazer passeios de natureza (cataratas, parque das aves), de tecnologia/ciência (Hidrelétrica de Itaipu), ter uma experiência internacional (Paraguai e Argentina), compras (Ciudad del Este e Duty Free Shop de Puerto Iguazú), jogo em cassino (que são liberados nos países vizinhos). Ou seja, é um roteiro que tem atrativos para todos os gostos.

Além do mais, Foz ainda tem a vantagem de ser um local de fácil acesso (um voo de São Paulo a Foz do Iguaçu demora em torno de 1h:30m), sendo uma viagem de custo relativamente baixo, que permite muitas atividades em poucos dias (5 dias são suficientes, em nossa opinião), e oferece uma ampla cadeia hoteleira, para todos os gostos e bolsos (inclusive, ao final deste post, faremos uma avaliação dos hotéis que conhecemos na região). Aliás, fica a dica: para quem voar de São Paulo a Foz, escolha a janela do lado esquerdo do avião, pois nas proximidades do aeroporto de Foz será possível ter uma bela visão aérea do parque nacional e das cataratas.

O curioso é que, com todas essas características, temos a impressão de que Foz é um destino muito mais valorizado por estrangeiros do que por brasileiros. Vai entender…

De nossa parte, fica a sugestão: para quem ainda não conhece, Foz é uma ótima opção de viagem e irá propiciar experiências incríveis. Abaixo, comentaremos os atrativos da região:

1) Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas (lado brasileiro)

Sem dúvida, o ponto principal da viagem. Conhecer as Cataratas do Iguaçu, consideradas uma das sete maravilhas da natureza (eleita em campanha de votação internacional) é uma experiência imperdível. Trata-se, no nosso entender, do principal atrativo turístico do país, mesmo diante de tantas outras maravilhas existentes em terras brasileiras. A beleza das águas é extasiante, a força que emana do som das quedas é impressionante, não tem como sair indiferente de lá. Ver fotos ou vídeos permitem uma noção, mas nada comparado à experiência de estar lá, ver a magnitude das quedas, ouvir o som das águas e se molhar nos mirantes.

Foz -cataratas_wmO passeio é bastante acessível. Para brasileiros adultos em geral, o ingresso custa atualmente R$ 28,80 (crianças de 2 a 11 anos e adultos a partir de 60 anos pagam R$ 7,50). Para estrangeiros, o ingresso custa R$ 48,80 (aproximadamente 22 dólares norte-americanos) (crianças de 2 a 11 anos R$ 7,50 – aproximadamente 3,50 dólares). Se o estrangeiro for cidadão do Mercosul, o ingresso custa R$ 38,80 (crianças de 2 a 11 anos R$ 7,50).

A entrada do passeio é pelo centro de visitantes. Nesse local se compra o ingresso, que dá direito a pegar um ônibus (personalizado com imagens dos animais do parque), que percorre um trajeto de 10 quilômetros até o início da trilha das cataratas. A caminhada é feita a pé, mas sem maiores dificuldades, embora alguns trechos tenham escadas. Ao final da caminhada, chega-se aos mirantes construídos sobre o rio, que permitem ver de perto a Garganta do Diabo, que é a principal queda das cataratas. A experiência de ir ao mirante é inesquecível, pois além da visão e do som que envolvem o visitante, todos também ficam molhados pois a força das quedas aliada ao vento faz com que respingue muita água sobre os visitantes. Enfim, incrível!

Vista das cataratas a partir da trilha, com o detalhe do mirante

Vista das cataratas a partir da trilha, com o detalhe do mirante

Vista do mirante superior, na saída do elevador panorâmico.

Vista do mirante superior, na saída do elevador panorâmico.

Saindo dos mirantes, pega-se um elevador panorâmico, que leva o visitante até um outro ponto de observação, do alto, propiciando também imagens belíssimas das quedas, como essa abaixo.

quedas_wm

Na seqüência, o passeio termina, com o visitante chegando a um local que oferece restaurante, loja de lembranças, banheiros e centro médico. Nesse local se pega o ônibus para voltar ao centro de visitantes e sair do parque.

Além do passeio das cataratas, é possível também contratar, à parte, passeios opcionais. O mais famoso é o passeio de barco no rio, que possui o grand finale,  em que o barco passa sob as quedas, propiciando um banho nos visitantes. Esse passeio tem o nome de ¨Macuco Safári de Barco¨, e tem o custo de R$ 140,00 (aproximadamente 65 dólares).

Visão das cataratas, com o barco que realiza o passeio Macuco Safari

Visão das cataratas, com o barco que realiza o passeio Macuco Safari

Também é possível contratar um passeio de helicóptero, com sobrevôo sobre as cataratas. O passeio dura 10 minutos, e tem um custo aproximado de R$ 250,00 (em torno de 115 dólares). Sobre esse passeio, faremos um post com mais detalhes e fotos.

2) Parque Nacional Iguazú e Cataratas (lado argentino)

Também é possível conhecer as cataratas pelo lado argentino, na cidade de Puerto Iguazú. Para tanto, é preciso, por terra, cruzar a fronteira e ingressar na Argentina para chegar à entrada do Parque. Isso gera um custo de transporte (pois é necessário contratar um táxi ou ônibus que faça o transfer), além do custo dos ingressos, que para adultos são de 115 pesos para brasileiros e demais integrantes do Mercosul, e de 170 pesos para estrangeiros em geral. Crianças de 6 a 12 anos do Mercosul pagam 65 pesos, e dos demais países 115 pesos, e menores de 6 anos não pagam.

Visão das cataratas do lado argentino

Visão das cataratas do lado argentino

Consideramos que o parque brasileiro é melhor que o argentino, pois as vistas propiciadas das cataratas são melhores (no parque brasileiro se vê as cataratas de frente, enquanto no argentino a visão é ¨de cima¨), além de que as trilhas do parque argentino são mais distantes e cansativas, e no geral consideramos que a infra-estrutura do parque brasileiro é melhor. No entanto, vale a visita ao parque argentino pela experiência diversa, de ficar mais próximo às quedas, além de, ao final, poder ver a queda ¨Garganta do Diabo¨ muito próxima.

3) Parque das Aves

Ao lado da entrada do Parque Nacional do Iguaçu, fica o Parque das Aves, de forma que é possível fazer em um único dia os dois passeios, inclusive como forma de otimizar os passeios e economizar com o transporte ao local (sugerimos fazer o Parque Nacional primeiro e na seqüência o Parque das Aves). O ingresso para adultos brasileiros custa R$ 20,00.

Parque das Aves, em fotografia tirada dentro do viveiro ¨Pantanal¨

Parque das Aves, em fotografia tirada dentro do viveiro ¨Pantanal¨

Trata-se de parque que mantém diversas espécies de pássaros (como tucanos, araras, periquitos, papagaios, harpias, corujas,), além de outros animais como sagüis, cobras, jacarés etc. O ponto interessante é a integração do visitante com os animais, pois é possível entrar em diversos viveiros (tal como no da foto acima), e ficar muito próximo de diversos animais. Ao final do passeio, é possível tirar fotos com araras e cobras, com o auxilio dos funcionários do parque.

4) Usina Hidrelétrica de Itaipu

Após os atrativos de natureza, acima indicados, Foz apresenta outro tipo de turismo. Nesse sentido, é possível conhecer a gigantesca Usina Hidrelétrica de Itaipu, construída no rio Paraná, na divisa entre o Brasil e o Paraguai. O tamanho das instalações é impressionante, e é muito interessante fazer o trajeto de ônibus sob a barreira, que permite ver a diferença dos níveis de água entre os dois lados. Também é possível ter uma bela visão das águas quando as comportas estão abertas.

A visão da Usina de Itaipu

A visão da Usina de Itaipu

A água escoando pelo vertedouro causa uma bela imagem da usina

A água escoando pelo vertedouro causa uma bela imagem da usina

5) Experiência internacional

Para quem nunca teve a vivência de viajar ao exterior, Foz proporciona uma experiência internacional, pois é possível conhecer as cidades vizinhas de Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai), sendo possível passar o dia, ou ir para jantar etc.

6) Comércio paraguaio (Ciudad del Leste)

Outro perfil das viagens a Foz do Iguaçu é de compras. A proximidade com a paraguaia Ciudad del Este faz com que muitos brasileiros se dediquem às compras de eletrônicos, roupas, tênis, bebidas e perfumarias. Ciudad del Este, para quem adora compras tipo “Rua 25 de Março” (local de comércio popular de São Paulo), pode ser um paraíso; embora as ruas da região central sejam sujas e bagunçadas, existem também shoppings apresentáveis e organizados. O transporte até o comércio paraguaio, desde o centro de Foz, pode ser contratado por valores em torno de R$ 30,00 por pessoa. É preciso lembrar também que a quota de isenção de impostos para compras no exterior, por via terrestre, é de 300 dólares. Acima disso, incide imposto sobre as compras.

7) Duty Free Shop de Puerto Iguazú

Para quem nunca fez uma viagem internacional, Foz propicia uma experiência curiosa: visitar um Free Shop. Ele fica situado em território argentino, logo após cruzar a fronteira entre Brasil-Argentina sobre o rio Iguaçu.

É muito prático visitar o Free Shop, pois os hotéis de Foz costumam oferecer gratuitamente serviço de van que faz o transporte até o local, bastando avisar a recepção. Este acaba sendo um passeio de fim de dia, pois as vans costumam pegar os passageiros por volta das 18h, retornando entre 20h:30m e 21h.

O Duty Free Shop de Puerto Iguazú é um espaço muito bonito e agradável. Mas, de acordo com nossa última visita, realizada esse mês, deixa a desejar em matéria de variedade e também de preços.

Mas não deixa de ser uma experiência muito curiosa a idéia de dar uma ¨passadinha¨ rápida na Argentina para fazer umas compras e voltar ao Brasil logo em seguida.

8) Cassinos

Para quem gosta de jogos (que no Brasil são proibidos), é possível, a partir de Foz, visitar os cassinos existentes tanto em Puerto Iguazú (Casino Iguazú) quanto em Ciudad del Este (Casino Acaray). Existe serviço de transfer que faz o transporte noturno dos hotéis até o cassino desejado, o que oferece praticidade e segurança.

9) Zoológicos

Além do Parque das Aves, já comentado acima, é possível também visitar outros dois zoológicos em Foz do Iguaçu.

Um é o Refugio Biológico de Itaipu, criado para receber plantas e animais que foram desalojados pelo reservatório da usina. O local contem espécimes como jaguatirica, onça-pintada, jacaré, quati, arara, macaco, cobra, entre outros.

O outro é o Zoológico Bosque Guarani, que é público e gratuito, situado bem no centro da cidade de Foz. O lamentável é que esse, que já foi um Zoológico muito simpático, e contava inclusive com onças-pintadas, está atualmente muito descuidado. Na visita recente que fizemos, o local estava quase deserto (tanto de turistas quanto de funcionários), e infelizmente as belas onças que antes lá ficavam, não mais existem. O local ainda conta com araras, macacos, cobras, cachorros do mato, jacarés, emas, entre outros.

Dúvidas: mande-nos um  comentário.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

Distância: Foz do Iguaçu está a 637 quilômetros de Curitiba; 1.047 quilômetros de São Paulo; 1.472 quilômetros do Rio de Janeiro (via Ponta Grossa); 1.573 quilômetros de Brasília (via Ribeirão Preto). (obs: distâncias rodoviárias)

Transporte do aeroporto para a cidade: o aeroporto de Foz fica próximo ao Parque Nacional, e relativamente distante da cidade. Uma corrida de táxi entre o aeroporto e o centro da cidade fica em valores entre R$ 45,00 e R$ 50,00 (aproximadamente 22 dólares).

Documentos: brasileiros, para poderem atravessar a fronteira para o Paraguai ou para a Argentina, precisam portar o RG ou passaporte.

Hospedagem: ao optar pela hospedagem, o visitante precisa escolher entre ficar próximo ao Parque Nacional (existem vários hotéis na região da Avenida das Cataratas, mas que ficam distantes da cidade) ou ficar na cidade (onde conta com maior estrutura, mas fica distante do Parque).

Abaixo, faremos a avaliação dos hotéis nos quais já nos hospedamos:

Continental Inn: hotel 4 estrelas, situado na região central da cidade de Foz. O hotel é muito bom, quartos muito confortáveis, mas tem um perfil de hotel executivo (a área de lazer se restringe a uma piscina, um pequeno parque infantil e mesas de jogos). O atendimento dos funcionários é muito bom, o café da manhã oferece grande diversidade, e o hotel oferece restaurante para almoço e jantar, e piano bar. Destacamos, do atendimento, a atenção dos funcionários, que prepararam um bom e variado café da manhã às 4h:30m da madrugada, no dia do check-out. O hotel fica muito próximo ao Shopping Cataratas JL, sendo fácil ir a pé, o que permite opções de alimentação e compras. Contudo, a localização é distante da região do aeroporto/cataratas/parque das aves. A ida até o parque custará, de táxi, em torno de R$ 50,00. Uma desvantagem é que na região do hotel não passa atualmente nenhuma linha de ônibus que leve diretamente à região do parque, de modo que quem desejar utilizar esse sistema de transporte precisará caminhar até o terminal, que fica bem distante (aproximadamente oito quadras), ou fazer baldeação entre diferentes linhas

Diárias informadas no site do hotel a partir de: R$ 220,00 (critério de pesquisa: valor da diária do quarto mais simples, para casal de adultos, no período de 01/11/2013 a 03/11/2013)

Turrance Green: hotel 3 estrelas, situado na cidade de Foz, mas próximo à avenida das Cataratas, o que representa uma vantagem, pois permite ao hospede transitar com facilidade entre o hotel e o parque nacional usando a linha de ônibus que passa próximo ao hotel e faz o curso até o aeroporto/parque nacional. É um hotel confortável, embora não seja luxuoso. O grande destaque é o atendimento dos funcionários, muito atenciosos, em especial com nosso filho pequeno, que foi muito bem tratado pelos funcionários da administração e pela responsável pelas atividades de recreação para crianças. Quando de nossa estada, recebemos um quarto que tinha uma ante-sala, na qual foi oferecida uma champagne de boas vindas. O hotel dispõe ainda de piscina, bar, sala de ginástica e uma área de recreação para crianças, e conta com uma agência de viagens dentro do lobby, com quem contratamos alguns passeios. As instalações são um pouco antigas e o elevador pequeno, mas trata-se de um hotel muito simpático, que representa uma ótima opção de estada econômica em Foz do Iguaçu.

Diárias informadas no site do hotel a partir de: R$ 192,00 (critério de pesquisa: valor da diária do quarto mais simples, para casal de adultos, no período de 02/11/2013 a 03/11/2013)

Iguassu Resort: hotel situado na Avenida das Cataratas, próximo ao parque e ao aeroporto, mas distante da cidade. O hotel é muito bom e bonito, a hospedagem é feita em chalés amplos, com duas camas de casal, e o hotel está instalado em uma área imensa, que dispõe de lagos, piscina, jacuzzi, campo de golfe, quadras, muito verde. Enfim, é tudo muito amplo, bem cuidado e bem decorado. A amplitude é tão grande que dependendo do chalé da hospedagem, se anda bastante entre as áreas do complexo. Porém, para quem está sem carro, qualquer deslocamento até a cidade é difícil, pela distância. Isso ocorre também em relação à alimentação, que é cara no hotel, mas fica como opção diante da dificuldade de se locomover até a cidade.

Diárias informadas no site do hotel a partir de: R$ 343,00 (critério de pesquisa: valor da diária do quarto mais simples, para casal de adultos, no período de 01/11/2013 a 03/11/2013)

Hotel Carimã: hotel 4 estrelas situado na Avenida das Cataratas, próximo ao aeroporto e ao parque, mas distante da cidade. Hotel de instalações amplas, um hall de entrada muito grande e com aparência rústica, mas bonita. Uma grande área verde, com cara de hotel fazenda. Possui uma boa piscina, lago, e atividades para crianças. Visualmente, é um hotel bastante agradável.

Uma vantagem desse hotel é a facilidade de ir até o Parque Nacional. Por estar localizado na avenida das Cataratas, o hospede pode transitar com facilidade entre o hotel e o parque usando a linha de ônibus que passa na avenida e faz o curso até o aeroporto/parque nacional.

Quando nos hospedamos (já fazem mais de sete anos), consideramos dois pontos negativos. Á época, os quartos estavam mal conservados, e o custo da alimentação no hotel era muito elevado (sendo que, pela distância para a cidade, é difícil o deslocamento).

Diárias informadas no site do hotel a partir de: R$ 246,00 (critério de pesquisa: valor da diária do quarto mais simples, para casal de adultos, no período até 20/12/2013)

Cabe destacar também o icônico ¨Hotel das Cataratas¨, que possui um grande diferencial para todo o restante da hotelaria da região: ele é o único hotel situado dentro do Parque Nacional, sendo que sua frente tem vista direta para as Cataratas. A extravagância, contudo, tem seu custo: diárias a partir de R$1.130,00 (critério de pesquisa: valor da diária do quarto mais simples, para casal de adultos, no período de 01/11/2013 a 03/11/2013). Em post futuro, trataremos sobre esse hotel.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Brasil, Ecoturismo, Hoteis com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

12 respostas a Por que Foz do Iguaçu é o melhor destino turístico do Brasil (em nossa opinião)

  1. Pingback: Sugestão de roteiro econômico para Foz do Iguaçu | Alfinetando o mapa

  2. Pingback: Sugestão de roteiro de luxo para Foz do Iguaçu | Alfinetando o mapa

  3. Pingback: Quer viajar? Alfinetando o mapa « Um pouco de tudo

  4. Pingback: Concluindo: Dicas, atrações e sugestões para uma boa viagem para Foz do Iguaçu | Alfinetando o mapa

  5. Pingback: E o Zoológico de Foz tem onça-pintada novamente | Alfinetando o mapa

  6. Reblogged this on 123Turismo and commented:
    Acabei de encontrar esse post que compartilho com os meus leitores…

  7. Pingback: Relembrando os melhores posts de 2013 | Alfinetando o mapa

  8. Pingback: Recomendação: Foz do Iguaçu no programa 50 por 1 | Alfinetando o mapa

  9. Débora diz:

    Excelentes dicas, visitei foz em outubro e o lugar é realmente maravilhoso com muitos lugares para conhecer. amei e super recomendo!!!

  10. Dejacedio diz:

    É possível conhecer Foz do iguassu de moto….?

  11. Pingback: Minhas impressões: Viajando para Foz do Iguaçu com crianças | Alfinetando o mapa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s